O projeto de Nota Fiscal Eletrônica representa um grande avanço no tange ao controle e gestão de arquivos fiscais. O grande objetivo desde sua criação era permitir aos usuários o controle das informações de forma segura e eficiente.

A Nota Técnica NT 2020.007 vai de encontro com o objeto do Projeto de NFe, pois permite ao Emitente a identificação do Transportador a qualquer momento do processo, sendo esse uma das pessoas autorizadas a acessar o XML da NF-e.

Desta forma, caso o transporte não seja de responsabilidade do Emitente, o Destinatário poderá gerar o evento, com o mesmo objetivo de autorizar que o Transportador fique autorizado a acessar o XML da NF-e.

Além disso para os casos de processos de Subcontratação ou Redespacho (a transportadora percorre apenas uma parte do trecho e contrata outra empresa para finalizar o trajeto até o cliente final), este poderá também autorizar outro transportador que seja participante da operação o acesso ao XML da NF-e.

Desta maneira, o Transportador poderá administrar seus processos de transporte através da geração dos eventos possibilitando a busca do XML da NFe no Ambiente Nacional, através do “Web Service de Distribuição de DFe de Interesse dos Atores da NFe”, conforme orientação documentada na Nota Técnica NT2014.002.